Page 7 - Revista da Armada
P. 7

REVISTA DA ARMADA | 520

                                                                                                                 Fotos SAJ FZ Horta Pereira

















                                 NRP Bérrio a reboque do navio espanhol Maria Rita         NRP Orion e o navio italiano Luigi Dattilo

          O EXERCÍCIO COASTEX 17              25 de maio – durante a manhã decorre-  Multiagência”.  A  estes  princípios  juntou-
                                            ram  seminários  sobre  “Controlo  e  fiscali-  -se ainda a vontade da agência FRONTEX
           O exercício, que se realizou ao longo de   zação das pescas” e “Ações contra tráfico   testar o desenvolvimento de um conceito
          quatro dias, contou com a participação de   por  via  marítima”.  À  semelhança  do  dia   de Centro Móvel de Comando e Controlo
          meios navais, aéreos e terrestres de Portu-  anterior, os meios envolvidos em águas   e de, no âmbito do ECGFF, se testar o pro-
          gal, Espanha, Itália e Alemanha, envolvendo   costeiras cumpriram o seriado previsto,   jeto “Operations Portal” que visa desenvol-
          12 navios, 10 embarcações, duas aeronaves   treinando ações de fiscalização e controlo   ver uma solução web para apoiar, ao nível
          de asa fixa e 3 helicópteros, num total de   de pesca, de imposição da lei e restauração   operacional, as entidades e agências per-
          750 participantes, onde se incluem obser-  da ordem e operações contra o tráfico de   tencentes a este Fórum. Foi assim, pela pri-
          vadores e delegados das 32 agências e insti-  droga. De tarde, os observadores e os dele-  meira vez, edificado um espaço apropriado
          tuições com funções de guarda costeira, de   gados embarcaram no NRP Figueira da Foz,   para funcionar como Centro de Situação e
          25 países europeus.               assistindo ao desenrolar da mesma tipolo-  Coordenação Interagências.
           O CX-17 foi executado em duas áreas dis-  gia de cenários, mas realizados em águas   Durante o CX-17 foi muito gratificante as-
          tintas – águas interiores contíguas ao Ponto   interiores. Houve ainda oportunidade para   sistir  e  partilhar  o  ambiente  e  espírito  de
          de Apoio Naval de Troia (PANTROIA) e em   visitar o navio de combate à poluição da   entreajuda entre vários participantes no JSC,
          águas costeiras a sul de Sesimbra, incluindo   agência EMSA  Ria de Vigo, atracado em   representando as três agências europeias
          a zona de aproximação ao porto de Setúbal.   PANTROIA.               (FRONTEX, EMSA e EFCA), a Marinha, a AMN,
           As atividades planeadas dividiram-se em   26 de maio – Demonstração a Altas Enti-  o SEF, a GNR, a ASAE, a PJ, a Força Aérea Por-
          dois  tipos  de  eventos:  seminários  sobre   dades, que contou com a presença do GEN   tuguesa, a Agencia Tributaria e Guardia Civil
          temáticas relacionadas com as funções de   CEMGFA, do SEDN e do ALM CEMA. Durante   de Espanha, a  Maritime  and  Coast  Guard
          guarda costeira e exercícios dedicados ao   a visita, as várias entidades tiveram oportu-  Agency do Reino Unido, a Guardia Costiera
          treino das temáticas abordadas, com o in-  nidade de assistir a um exercício de combate   de Itália e a German Federal Police.
          tuito de demonstrar aos observadores e   à poluição, de visitar o dispositivo estático
          delegados  a  capacidade  de  interação,  de   com meios da AMN e GNR, um centro de   CONCLUSÃO
          colaboração  e  cooperação  entre  as  várias   apoio a refugiados edificado pelo SEF e pela
          agências. Desta forma, o exercício decorreu   Direção-Geral de Saúde e o Centro de Situa-  Portugal lidera com sucesso a presidência
          de acordo com o seguinte planeamento:  ção Interagências. Posteriormente embarca-  do ECGFF, com um ambicioso programa de
           23 de maio – realização de dois seminá-  ram no NRP Bartolomeu Dias, para assistir a   trabalho, onde o exercício CX-17 se desta-
          rios. O primeiro subordinado ao tema “As   um programa de eventos onde foi colocado   cou como o evento de maior complexida-
          capacidades necessárias para o exercício   em  prática  o  conceito  MMO,  versando  as   de, tendo como objetivo principal testar o
          das funções de guarda costeira para reagir   principais tarefas de guarda costeira, envol-  conceito MMO. Os resultados alcançados e
          a situações de emergência”; e o segundo   vendo os meios e recursos das agências e   os comentários recebidos pelos diretores,
          sobre o tema “A Migração Irregular”. Hou-  entidades participantes.  representantes  e  participantes  das  várias
          ve ainda oportunidade para a apresentação                            agências, permitem-nos concluir que o es-
          geral do seriado do CX-17;        O CENTRO DE SITUAÇÃO               forço  realizado  pela  Marinha  e  pela  AMN
           24 de maio – durante a manhã decorre-  INTERAGÊNCIAS                não foi em vão e que a cooperação interna-
          ram seminários sobre “Busca e salvamento”                            cional e interagências é possível e desejável.
          e “Proteção ambiental”. Simultaneamente,   Outro aspeto muito significativo do exer-  A Marinha e a AMN, através do programa
          na área costeira, navios, embarcações e   cício CX-17 foi a edificação e exploração de   de trabalho da presidência, trouxeram uma
          meios aéreos cumpriram o seriado previs-  um Centro de Situação Interagências, deno-  grande visibilidade às importantes questões
          to,  exercitando  a  troca  de  informação,  o   minado JSC (Joint Situation Center).  tratadas pelo ECGFF e granjearam, corres-
          patrulhamento marítimo, a recolha e trata-  Desde a fase inicial do planeamento do   pondentemente, prestígio internacional no
          mento de imigrantes irregulares e proteção   exercício, foi identificada a necessidade de   seio desta comunidade.
          ambiental. De tarde, os observadores e os   dispor de um Centro que cumprisse a dupla               
          delegados  embarcaram  no  NRP  Bartolo-  função de apoiar a coordenação das séries    Presidência do ECGFF
          meu Dias, assistindo a cenários semelhan-  e dos meios no mar e permitisse recolher
          tes aos exercitados durante a manhã, mas   elementos,  através  da  experimentação,
          desta feita em águas interiores, próximo do   com vista ao desenvolvimento das bases   Nota
          PANTROIA.                         do conceito de operações “Multifunção e   ¹  Ver em http://www.ecgff.eu/mission-tasks.


                                                                                                    JULHO 2017    7
   2   3   4   5   6   7   8   9   10   11   12