Page 6 - DPM2017 Versão digital
P. 6

Nota Introdutória







                  capacidades  materiais,  esquecendo  o  potencial  intrínseco  aos   sobre os nossos ambientes externo e interno, para percebermos a
                  seus  efetivos.  De  igual  modo,  exige  melhorias  em  algumas        construção  da  realidade  onde  estamos  inseridos.  A  partir  deste
                  atitudes ligadas à resistência à mudança e ao esmorecimento, de      exercício, estabeleci que construíssem uma base de planeamento
                  modo  a  concretizar  todo  o  potencial  humano  e  material  da     muito  sólida,  destinada  a  operacionalizar  e  a  controlar,  com
                  Marinha,  que  é  imenso  e  que    deve  estar,  na  plenitude,  ao      efetividade,  as  orientações  estabelecidas  no  meu  discurso  de
                  serviço  do  País,  tirando  partido  da  inovação,  do  arrojo  e  da     apresentação à Marinha.
                  eficiência,  para  criar  valor  pelos  serviços  prestados  no  mar  aos
                  portugueses.                                                         Estas duas determinações enformaram o trabalho de formulação
                                                                                       estratégica,  do  qual  resultou  a  Diretiva  de  Planeamento  que  a
                  É  neste  contexto  que  se  afigura  indispensável  traduzir  a  nossa   seguir se apresenta.
                  estratégia de progresso e transformação numa nova Diretiva de
                  Planeamento da Marinha, diferente das pretéritas na forma como
                  aplica o poder e estabelece o propósito, bem como nos princípios
                  que adota. Com isso, esta diretiva visa induzir uma diferenciação
                  positiva, nas ideias, nas capacidades e nas ações, pela ligação e
                  impacto que procura alcançar junto dos setores da Marinha,  pelo
                  uso de informação e tecnologia inovadora, pelo desenvolvimento
                  do talento dos seus efetivos, pelo incremento das suas atividades
                  operacionais  e  pela  forma  inovadora  de  cumprir  a  missão  com                       António Silva Ribeiro
                  relevância, construindo um futuro auspicioso.                                                    Almirante
                                                                                                       Chefe do Estado-Maior da Armada
                  Para  a  formulação  da  estratégia  contida  nesta  Diretiva  de                         1 de fevereiro de 2017
                  Planeamento,  considerei  fundamental  que  o  Estado-Maior  da
                  Armada  e  os  Setores  da  Marinha  olhassem  para  além  do
                  horizonte,  desafiando  as  assunções  tradicionais  que  fazemos





                                                                                    2
   1   2   3   4   5   6   7   8   9   10   11