Cultura

O mar e a Marinha têm, para os portugueses, uma dimensão cultural muito expressiva. O significado e legado histórico dos descobrimentos, do mar, e o teor cultural e técnico-naval herdado dos antepassados não têm paralelo no mundo.
« Voltar
Home » A Marinha » Cultura » Planetário Calouste Gulbenkian

​A 20 de julho de 1965, foi inaugurado um centro científico e cultural, integrado no Museu de Marinha, denominado Planetário Calouste Gulbenkian.

A instalação de um moderno aparelho de projeção astronómica numa sala de cúpula semiesférica, semelhante a muitas outras infraestruturas que começaram a ser construídas nas principais capitais europeias, satisfez uma das aspirações dominantes na Sociedade Astronómica de Portugal, fundada em 1917, e tornava realidade o antigo sonho de um Oficial de Marinha, e brilhante astrónomo amador, o Comandante Eugénio Conceição Silva.


Um magnífico instrumento didático, ao alcance de todos, permitia uma ampla divulgação da ciência astronómica a um povo com tradição de navegadores e descobridores.


Na construção do Planetário, cujos trabalhos decorreram entre setembro de 1963 e julho de 1965, foram despendidos 11 milhões de Escudos. A Fundação Calouste Gulbenkian doou 7 milhões de Escudos (daí a denominação dada ao Planetário).


A 19 de julho de 2005, e após um ano de obras, o Planetário reabriu ao público após a substituição do “velhinho” projetor principal. O atual, com 32 projetores de estrelas, consegue apresentar mais de 9000 estrelas, bem como a Via Láctea, cúmulos estrelares e nebulosas, as figuras das constelações e linhas didáticas auxiliares, passando a dispor de meios para tornar ainda mais popular a Astronomia e continuar o sonho de manter viva a divulgação astronómica em Portugal.

 

FACTOS:

  • Mais de 75.000 pessoas visitam o Planetário, nas mais de 700 sessões anuais;
  • O novo projetor principal consegue representar mais de 9000 estrelas;
  • O Planetário dispõe de uma biblioteca específica com mais de 1000 títulos (disponíveis para consulta online);
  • Conta com acessibilidades para pessoas com mobilidade condicionada.