Organização

A organização da Marinha rege-se pelos princípios da eficácia na perspetiva da missão, do conceito do duplo uso ao nível operacional, da otimização estrutural e do equilíbrio genético, em articulação, e em alguns casos complementaridade, com o Ministério da Defesa Nacional, o Estado-Maior-General das Forças Armadas (EMGFA) e com os outros ramos.
« Voltar
Home » A Marinha » Organização » CEMA e AMN

Almirante António Mendes Calado
Chefe do Estado-Maior da Armada e Autoridade Marítima Nacional

​​O almirante António Maria Mendes Calado nasceu em Cabeço de Vide, em 11 de janeiro de 1957, ingressou na Escola Naval em 1974, tendo concluído a licenciatura em Ciências Militares Navais – Marinha, em 1978. Especializou-se em Artilharia e possui, entre outros, o Curso Geral Naval de Guerra, o Curso Complementar Naval de Guerra e o Curso de Promoção a Oficial General. Frequentou ainda cursos na área dos sistemas de armas das fragatas da classe “Vasco da Gama” em escolas nacionais e estrangeiras designadamente, da Marinha dos EUA, na área dos sistemas de mísseis SeaSparrow e Harpoon. Frequentou igualmente o International Defence Management Course no Defense Resources Management Institute, na Califórnia e o Maritime Warfare Course, na HMS Dryad School, em Portsmouth. 
 
Em terra desempenhou funções como instrutor do curso de oficiais e mais tarde diretor da Escola de Artilharia Naval, chefe do gabinete de operações ASuW/AAW do CITAN, chefe da secção de exercícios do Comando Naval, chefe da secção de treino do departamento de treino e avaliação da Flotilha, onde acumulou as funções de oficial de ligação ao FOST, para o treino das fragatas da classe Vasco da Gama, entre 1996 e 1999. Exerceu funções de oficial adjunto do Chefe da Divisão de Pessoal e Organização do Estado-Maior da Armada, foi Adido de Defesa junto da Embaixada de Portugal em Varsóvia e, em acumulação, das embaixadas de Portugal em Kiev, Bratislava, Bucareste e Budapeste. 
Depois de ter terminado o Curso de Promoção a Oficial General (2007/08) chefiou a Divisão de Pessoal e Organização do EMA e, após a promoção a contra-almirante, desempenhou os cargos de comandante da Zona Marítima dos Açores e o de Subchefe do Estado-Maior da Armada.  
 
Navegou cerca de vinte mil horas tendo desempenhado funções como chefe do serviço de navegação e de comunicações dos NRP João Coutinho e Afonso Cerqueira, oficial imediato do NRP Lagoa, chefe do serviço de artilharia do NRP Comandante João Belo e chefe do departamento de operações do NRP Vasco da Gama. 
Concluiu a sua carreira no mar como comandante do NRP Corte Real, entre julho de 2002 e dezembro de 2005, período durante o qual participou no treino operacional no Flag Officer Sea Training (FOST), comandou a força envolvida na crise da Guiné-Bissau em 2004 e integrou a Standing Nato Maritime Group One em 2005, por um período de seis meses. 
 
Foi promovido a vice-almirante em setembro de 2015 tendo tomado posse como Superintendente do Material em 14 de outubro de 2015.
 
Em outubro de 2016, o almirante Mendes Calado tomou posse como Vice-Chefe do Estado-Maior da Armada, cargo que desempenhou em acumulação com o de Superintendente do Material, até 7 de março de 2017. 
 
No dia 1 de março de 2018 toma posse como Chefe do Estado-Maior da Armada e Autoridade Marítima Nacional.
 
Da sua folha de serviços constam diversos louvores e condecorações. 
 
O almirante Mendes Calado é casado com Maria da Graça. Têm dois filhos, António e Nuno e dois netos, Miguel e André.

 
 ​​