Media Center

Bem-vindo à área da informação pública sobre a Marinha Portuguesa. Aqui encontra disponíveis as mais recentes notícias, comunicados, informação de referência e imagens em permanente atualização.
« Voltar
Home » Media Center » Notícias e Destaques » Marinha mantém buscas para localizar embarcação de pesca afundada ao largo da Figueira da Foz (com vídeo)
01 Dez 2017, 19:20

As buscas de superfície também se mantêm, e estão a ser efetuadas pela corveta João Roby da Marinha, uma embarcação salva-vidas da estação salva-vidas da Nazaré e uma aeronave de vigilância marítima (P3-C) da Força Aérea, num total de 125 operacionais empenhados.
A Marinha decidiu alargar a área de busca, em função dos modelos de deriva que estão a ser calculados pelo Instituto Hidrográfico.

O navio de investigação científica da Marinha mantém o esforço de busca numa área extensa do fundo, na tentativa de localizar a embarcação de pesca com recurso a um equipamento sonar de varrimento lateral de grande precisão. Este sonar tem recolhido imagens do fundo em torno da última posição conhecida da embarcação e da posição do alerta recebido via satélite através da radio-baliza de emergência. O “Gago Coutinho” detetou nas proximidades diversos rastos de artes de pesca (arrasto) com o seu sonar lateral, bem como um destroço, já muito antigo, com cerca de 30 m de comprimento e 7 m de largura.
 

Caso venha a ser possível a deteção da embarcação no fundo do mar, será posteriormente utilizado um veículo subaquático operado remotamente, vulgarmente conhecido por ROV (Remotely Operated Vehicle), controlado remotamente que permitirá a observação e recolha de imagens do navio afundado, para tentar despistar se o mestre da embarcação poderá estar preso no seu interior.
 
A utilização do ROV permitirá ainda a operação a maiores profundidades e durante um período mais prolongado do que seria conseguido com recurso a mergulhadores, que representam naturalmente um risco para a vida humana.
 
A bordo do navio hidrográfico segue uma equipa de 10 mergulhadores da Marinha com capacidade de realizar operações de mergulho a grande profundidade, até ao máximo de 81 metros, que terão como prioridade recuperar o pescador que se encontra ainda desaparecido.

 

Vídeo das buscas pela embarcação

 

 

 

Destroço antigo

 

 

Sonar de varrimento lateral de grande precisão


 

Rastos de artes de pesca, através do sonar lateral




Material da equipa de mergulho profundo

 

 wpEnviaJornalistasOrps