Patrulhas

Navio de pequeno a médio deslocamento (200 a 400 toneladas), com comprimento inferior a 45 metros, destinado a operar junto a zonas costeiras em missões de vigilância, patrulha e defesa. Existem patrulhas vocacionados para o combate naval, e outros que se destinam prioritariamente a exercer funções de autoridade do Estado e a realizar tarefas de interesse público. Os da Marinha estão vocacionados para funções de segurança e autoridade do Estado e missões de interesse público.
« Voltar
Home » Meios e Operações » Meios » Navios » Patrulhas » NRP Cuanza
NRP Cuanza
NRP Cuanza
NRP Cuanza
NRP Cuanza
Galeria de Imagens

Classe Cacine

 

 Content Editor

 
​​
Características
Deslocamento 292t
Comprimento 48.10m
Boca Máxima 7,7m
Calado 2,2m
Velocidade Máxima 20nós
Propulsão
​2 Motores MTU 12V 538 TB80 Diesel 2.100hp​
Guarnição
Oficiais 3
Sargentos 6
Praças 24
Armamento e sensores
1 peça Bofors 40mm/60
1 peça Oerlikon 20mm/65
1 radar de navegação KH 1007
Entrada ao serviço: 04-Jun-1970
Brasão de Armas

Flâmula Heráldica

Bandada de quatro peças brancas e vermelhas, a primeira carregada com um brasão vermelho com três castelos dourados e uma faixa branca ondulada, e sobreposto à linha de separação das bandas um listel branco, filetado dos contrários, com a legenda em maiúsculas negras NRP CUANZA.

PATRONO

O seu nome, Cuanza, provém do rio, com o mesmo nome, da antiga colónia portuguesa de Angola, que nasce na meseta central do país – província do Bié e, depois de percorrer cerca de 970 km - 190 dos quais navegáveis, desagua no Oceano Atlântico a cerca de 50 km a sul de Luanda.​

Factos

Durante os primeiros anos o NRP Cuanza cumpriu a sua missão nas antigas colónias portuguesas de Cabo Verde e da Guiné. A partir de 1975, passou a prestar serviço em Portugal Continental e nas Regiões Autónomas dos Açores e da Madeira.

Atualmente, o NRP Cuanza presta serviço nas Zonas Marítimas do Norte e da Madeira, tendo como principal missão o exercício da segurança e autoridade do Estado nas suas diversas vertentes.

 Nestas missões, destacam-se a fiscalização da pesca, a salvaguarda da vida humana no mar, a fiscalização dos esquemas de separação de tráfego marítimo, o controlo da poluição e o apoio às populações e a organismos civis.

A tipologia de missões desta classe de navios requer um elevado nível de treino e prontidão, de forma a poder dar resposta rápida e eficaz a todas as situações que possam ocorrer.

​​​​​