Meios e Operações

A Marinha desenvolve diária e permanentemente uma atividade operacional de interesse público, militar e diplomático na área mais estratégica para Portugal – o Mar – com a mais elevada eficiência e profissionalismo, quer seja no mar, na terra ou no ar. Descubra toda a informação relativa à atividade operacional, e aos meios da Marinha.
« Voltar
Home » Meios e Operações » Treino e Avaliação

​O Centro Integrado de Treino e Avaliação Naval (CITAN) funciona na dependência da Flotilha e tem como missão principal o planeamento e condução do treino e avaliação das Unidades Operacionais atribuídas à Flotilha.


É também responsável pela formação técnico-profissional nas áreas da tática e das operações navais, do aconselhamento da navegação, fiscalização dos espaços marítimos, operação e exploração de sistemas de comando e controlo (C2) de natureza tática, assegurar o estudo e análise da doutrina e procedimentos associados às operações navais, em todas as suas vertentes, e ainda dar apoio aos Estados-Maiores embarcados e em terra (Navais, Combinados e Conjuntos).


Os Planos de Treino e Avaliação são realizados de acordo com programas desenhados de modo às unidades atingirem os Padrões de Prontidão Operacionais estabelecidos para a classe de navios, podendo assumir a forma de Planos de Treino de Básico, Operacional ou Específico. 
O CITAN dispõe das diversas facilidades de apoio aos planos de treino no porto e às ações de formação, de salientar:

 

  • ASTT (Action Speed Tactical Trainer), em funcionamento desde 1987, permite simular operações em ambiente marítimo com bastante rigor. Destina-se ao treino na condução de ações pelas equipas dos Centros de Operações das unidades navais, visando a decisão tática e os procedimentos associados (tomada de decisão, difusão de informação, comando e controlo) e proporciona treino à esquadra de modo a mantê-la com um elevado grau de proficiência ao nível tático;
  • CTT (Command Team Trainer), instalado em 1991, constitui uma réplica do STACOS (sistema de comando e controlo de origem holandesa das fragatas classe Vasco da Gama). Este sistema está associado a um simulador FERRANTI que permite simular o conjunto de sensores desta classe de navios, e o desenho de cenários táticos para a condução das ações de formação e treino;
  • Sistema LINK 11, com ligação ao CTT, permitindo o treino das unidades estacionadas na Base Naval de Lisboa, ou a navegar, bem como a formação de operadores do sistema;
  • MCCIS (Maritime Command, Control and Information System), réplica do sistema instalado a bordo dos navios, e comandos em terra, utilizado na formação de operadores, gestores e administradores deste sistema NATO;
  • Chão Tático, que permite o jogo de decisão operacional e a discussão de cenários operacionais;
  • Simulador de Navegação e Manobra (SIMNAV), instalado em 2006, permite o treino de equipas de navegação (com e sem visibilidade), o treino de Comandantes e Imediatos (manobras de atracação e largada) e Oficiais de quarto à Ponte (evoluções em formatura, reabastecimento no mar, entre outras situações possíveis).
​​​
 

 

 

Galeria de Imagens

    Local:

    Data:

    Categoria: