Revista da Armada - page 2

Doca Seca da Beira (Moçambique)
Fotografias com mais de quarenta anos, quando a doca seca da Beira tinha como entidade responsável e administrativa a Capitania
do Porto da Beira, subordinada à Direção dos Serviços de Marinha de Moçambique.
Era, pois, pessoal da Marinha que controlava e executava a entrada e saída dos navios, tanto os nacionais como os estrangeiros, que
se serviam da dita doca.
Segundo constava na altura, a doca fora construída com a finalidade de fabricar uns “caixões” para acrescento do cais do porto.
Como doca, tinha demasiadas deficiências, entre as quais, por exemplo, o tipo de porta utilizado, que era de abater, ficando paralela
ao fundo. Na operação de descer ou subir, demorava cerca de quarenta e cinco minutos. Outro pormenor, não menos importante, é
que a porta não segurava a água; conforme a maré subia ou descia, assim variava o nível de água dentro da doca, devido à inclinação
que a porta tinha, de uns vinte a trinta graus, para fora.
Batista Velez
1TEN OTT REF
FOTOGRAFIAS
ANTIGAS, INÉDITAS OU CURIOSAS
1 3,4,5,6,7,8,9,10,11,12,...36
Powered by FlippingBook