Fuzileiros naturais de Aveiro rumam a missão internacional
Notícia

Portal da MarinhaPortuguês (Portugal)Media CenterNotíciasFuzileiros naturais de Aveiro rumam a missão internacional
Um contingente português de 146 militares (140 fuzileiros e seis mergulhadores) participa pela terceira vez numa missão da NATO, na Lituânia, entre este mês de junho e agosto. Os militares da Marinha partiram no dia 1 de junho do aeródromo de Figo Maduro, rumo a esta missão que durará três meses.

04 de junho de 2021, 11:09

Dos 140 fuzileiros, dois são da região de Aveiro – o Cabo Artur Direitinho e o Segundo Marinheiro Pedro Sousa Nunes.

Artur Direitinho sempre viveu na região, mais concretamente em Ovar, onde frequentou a Escola Básica de São João, a Escola Secundária José Macedo Fragateiro e, ainda, o Clube Desportivo Habitovar, tendo ingressado na Marinha com 19 anos de idade. Esteve em Timor, em 2003, numa missão que o marcou profundamente. Para ele, ser fuzileiro é “ser responsável, ágil, resistente e respeitador”. Numa palavra, é ser “simples”.

Pedro Sousa Nunes, um jovem, que viveu em Vagos, ingressou na Marinha, quando tinha 20 anos. A vontade em ingressar na Marinha, surgiu-lhe num Dia de Portugal em família, que despertou em si o interesse pelas Forças Armadas. O facto de viver no litoral também pesou na vontade de “contacto com rios, mares e oceanos”. Numa palavra, define os fuzileiros como “poderosos”, reinando o “espírito de camaradagem de grupo e união”, com “garra e uma vontade e querer inigualável”.

Num ano em que se celebram os 400 anos da origem dos atuais Fuzileiros, a missão da NATO, na Lituânia, será para Pedro Nunes a sua primeira missão. Com apenas 22 anos de vida, as expectativas são “muito boas” e vê esta missão como uma oportunidade de “fazer exercícios com forças de outros países (…), marcar a diferença e deixar uma boa imagem dos Fuzileiros portugueses”.

Com 40 anos, o cabo Direitinho parte igualmente com “boas expectativas” para mais uma aventura na sua vida.

​​​A Força de Fuzileiros na Lituânia é comandada pelo capitão-tenente Mejburg Viola e é composta 140 fuzileiros e 6 mergulhadores.


 ​Cabo Direitinho

 Cabo Artur Direitinho


Marinheiro Nunes

2º Marinheiro Pedro Nunes

Partida dos Militares no dia 1 de junho


Partilhar

Conteúdo