Marinha treina resposta a ameaças terroristas em exercício com mais de 2 mil militares
Notícia

Portal da MarinhaPortuguês (Portugal)Media CenterNotíciasMarinha treina resposta a ameaças terroristas em exercício com mais de 2 mil militares
O maior exercício bianual naval nacional realizado pela Marinha Portuguesa está a decorrer até ao dia 28 de junho, na costa ocidental, desde Peniche ao Cabo S. Vicente. A Força Naval saiu hoje a barra do Rio Tejo, iniciando assim a fase de mar do exercício Swordfish.

21 de junho de 2018, 16:39

​O principal objetivo é treinar as capacidades e interoperabilidade da força naval, composta por unidades operacionais de cinco países diferentes, para dar resposta a um cenário de crise num ambiente de multiameaça.

O exercício conta com a participação de mais de uma dezena de meios navais, cinco meios aéreos e mais de 2000 militares provenientes de Portugal, Espanha, França, Itália e Reino Unido.
A Força Naval Portuguesa, integrada na Força Naval, é comandada pelo Capitão-de-Mar-e-Guerra Diogo Arroteia, e tem ao seu dispor as capacidades de garantir a vigilância marítima e aérea, a projeção de força anfíbia e providenciar assistência humanitária, através de meios navais, dos quais dois navios reabastecedores e um navio polivalente logístico, dois destacamentos de mergulhadores, uma força de desembarque anfíbio dos fuzileiros e seis helicópteros.

Oportunidade de reportagem: Os órgãos de comunicação social interessados em acompanhar este exercício deverão manifestar o seu interesse para marinha.rp@marinha.pt.​



Partilhar

Conteúdo