Navio da Marinha investiga zonas para sucesso de aquicultura
Notícia

Portal da MarinhaPortuguês (Portugal)Media CenterNotíciasNavio da Marinha investiga zonas para sucesso de aquicultura
O NRP Almirante Gago Coutinho prossegue a quarta fase do projeto AQUIMAR que visa a identificação dos melhores locais para a prática da aquicultura ao longo da costa de Portugal continental. Esta missão, que teve início dia 24 de fevereiro, irá terminar dia 22 de março.

11 de março de 2020, 11:08

​O navo hidrográfico da Marinha está a efetuar a caracterização das áreas de estudo através da obtenção das condições hidrográficas e oceanográficas. Os dados são recolhidos através da realização de perfis com sonda multiparamétrica CTD, complementados por colheitas de águas a profundidades selecionadas, perfis de medição de correntes com sonda instalada no casco do navio e fundeamento de amarrações oceanográficas. 

Paralelamente, o NRP Almirante Gago Coutinho tem ainda previsto contribuir para a monitorização das estruturas portuárias e zona costeira adjacente ao porto de Sines através do fundeamento de uma estrutura para leitura de correntes na baía de S. Torpes; no âmbito do projeto OCEANMET (Cost-Efficiente Oceano-Meteorological Data Service For Reliable Real-Time Information And Marine Forescast) - âmbito UE - também será fundeado um perfilador de corrente ADCP na Barra Sul do Tejo; contribuiu ainda para a missão ATL2MED que envolve dois veículos de superfície não tripulados, para executar missões autónomas de coleta de dados de longo alcance nos ambientes mais adversos do oceano. O navio foi ao encontro destes dois veículos não tripulados (Saildrones) e ajudou na validação dos dados obtidos; Adicionalmente este navio realiza também a manutenção de algumas boias multiparamétricas da rede de monitorização in-situ do Instituto Hidrográfico da Marinha.

O NRP Almirante Gago Coutinho está fortemente empenhado nestes projetos, dada a importância do seu contributo para o conhecimento do Mar português e assim ajudar a que Portugal utilize o seu mar.

​Comandado pelo capitão-de-fragata Francisco Calisto de Almeida, o navio possui uma guarnição de 37 militares, mais uma equipa multidisciplinar do Instituto Hidrográfico constituída por 15 elementos (oceanografia, hidrografia, química e geologia) e da Faculdade de Ciências da Universidade de Lisboa com 1 elemento (oceanografia).


 

 

Fotos e videos​​​​


 

Partilhar

Conteúdo