Navio patrulha oceânico “Viana do Castelo” em missão no Golfo da Guiné
Notícia

Portal da MarinhaPortuguês (Portugal)Media CenterNotíciasNavio patrulha oceânico “Viana do Castelo” em missão no Golfo da Guiné
O navio patrulha oceânico da Marinha “Viana do Castelo”, encontra-se a cumprir uma missão (MAR ABERTO 2018) no âmbito da cooperação no domínio da Defesa e apoio à política externa do Estado. Visitou São Tomé e o Príncipe entre 22 e 26 de setembro, onde desenvolveu ações no âmbito dos acordos de cooperação bilateral com as Forças Armadas, em matérias tão diversas como a segurança, a vigilância e a fiscalização marítima e o apoio médico.

27 de setembro de 2018, 19:16


Assume ainda especial importância o apoio logístico ao patrulha da Marinha portuguesa “Zaire”, em missão de longa duração no país desde janeiro de 2018, no âmbito da capacitação da Guarda Costeira de São Tomé e Príncipe. Neste contexto, releva-se a ação de fiscalização conjunta com elemntos da Guarda Costeira de São Tomé realizada pelo NRP Viana do Castelo com o NRP Zaire, enquadrada no âmbito do apoio que Portugal tem vindo a realizar na ajuda à capacitação das Marinhas e Guardas Costeiras dos países amigos na região do Golfo da Guiné, procurando, desta forma, ajudar a reforçar a segurança marítima e a proteção dos recursos marinhos nas respectivas áreas de soberania e jurisdição dos países visitados.

Na ilha do Príncipe, a equipa médica do navio prestou apoio no Hospital Dr. Manuel Quaresma Dias da Graça, da cidade de Santo António, onde teve um acolhimento muito significativo.

Foi igualmente entregue na secretaria regional para a acção social diverso material (roupas e brinquedos), recolhido voluntariamente por elementos da guarnição, e distribuído directamente no hospital a crianças internadas. Esta acção foi reconhecida pelo Presidente do Governo Regional do Príncipe.

A missão MAR ABERTO 2018 teve inicio em 20 de agosto de 2018 e prevê um périplo de 10.000 milhas náuticas pela costa ocidental africana e Golfo da Guiné. O navio já visitou a República de Angola (Luanda) de 15 a 19 de setembro, onde realizou um intenso programa de atividades de cooperação com as Forças Armadas de Angola, tendo previsto visitar ainda a Costa do Marfim (Abidjan) de 28 de Setembro a 1 de outubro, e Cabo Verde (Praia) de 15 a 23 de outubro, chegando a Lisboa no dia 29 de outubro.

O navio tem embarcado 54 militares, incluindo uma equipa de fuzileiros, uma equipa de mergulhadores e uma equipa médica.​​​




Partilhar

Conteúdo