NRP Vasco da Gama
Classe Vasco da Gama

O NRP Vasco da Gama foi construído em 1990, nos estaleiros da Blohm & Voss (Hamburgo, Alemanha), sendo o primeiro de três navios da Classe “Vasco da Gama”. Desde o seu aumento ao efetivo da Armada, em 18 de janeiro de 1991, tem representado o País e os interesses nacionais em vários cenários, designadamente em Angola, mar Adriático, Guiné-Bissau, Timor-Leste, mar Mediterrâneo e costa da Somália.
Brasão de ArmasEscudo enxaquetado de ouro e vermelho, de três peças em faixa e cinco em pala, as de vermelho, carregadas de dois filetes de prata postos em faixa. Em ponto de honra um escudete de prata, com cinco escudetes de azul dispostos em cruz, cada um carregado de cinco besantes de prata postos em aspa. Coronel naval de ouro forrado de vermelho. Sotoposto listel de prata ondulado, com a legenda a letras negras, maiúsculas de tipo elzevir, NRP VASCO DA GAMA.

PatronoFoi Vasco da Gama o escolhido por D. João II para capitanear a expedição que preparava para explorar o caminho marítimo para a Índia.
Nascido em Sines, cerca de 1469, descendente de uma família nobre, Vasco da Gama desde jovem se interessava pelo mar, dando boa conta de si nas várias expedições em que participara, explorando a costa africana.
Em 1524 D. João III nomeia-o vice-rei da Índia, onde chega em Setembro, para lutar contra os abusos existentes que punham em causa a presença portuguesa na região.
CaracterísticasComprimento115,9mBoca Máxima14,2mDeslocamento3200tCalado6,2m
PropulsãoVel. Máx. Motores Diesel20 nósVel. Máx. Turbinas Gás32 nósVel. Máx. Propulsão Cruzada24 nós

​​MISSÃO E EMPREGO

Este navio baseia-se no projeto MEKO 200 da Blohm & Voss, que também foi adotado pela Austrália, Nova Zelândia, Turquia e Grécia, sendo a variante portuguesa conhecida como MEKO 200PN. Uma das principais vantagens do projeto MEKO 200 que o tornou cobiçado por vários países é a sua construção modular, o que permitiu equipamentos diferentes nas fragatas de vários países, assim como facilita upgrades futuros.

Desde o seu aumento ao efetivo da Armada, tem representado o País e os interesses nacionais em vários cenários, designadamente em Angola, mar Adriático, Guiné-Bissau, Timor-Leste, mar Mediterrâneo e costa da Somália.

Partilhar

Conteúdo